Sobremesa no delivery

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Por TATIANA GARCIA – Gerente de Marketing e Inovação

A pandemia proporcionou uma verdadeira revolução na categoria de food service. E o delivery deixou de ser uma simples entrega de comida e passou a ser uma experiência muito valorizada pelos clientes, desde a condição em que a refeição chega em casa (se está quente, sem derramar ou sujar a embalagem) até o design, se a embalagem é ecológica e se vem recado pessoal do restaurante, entre outros mimos e cuidados que se tornam diferenciais para conquistar e se fixar na memória sensorial do público. E, como os restaurantes estão todos trabalhando em sistema de delivery, a concorrência se acentua e a criatividade se torna um asset importante.

Mas existe um ponto que eu já considerava um desafio mesmo antes de 2020: o envio de sobremesas por delivery. Uma pesquisa encomendada por nós da ARYZTA e realizada pelo Instituto Almoço Grátis revelou que temperatura, textura e quantidade do produto em relação ao que é servido no restaurante, entre outros detalhes, são fatores que influenciam diretamente na relutância do consumidor em pedir sobremesas via delivery. Contudo, no nosso mercado, todo grande desafio esconde uma grande oportunidade.

A pesquisa também apontou que, quando o pedido via delivery vem acompanhado de sobremesa, o ticket médio sobe 44%. Isso demonstra que, apesar das dificuldades, vale a pena investir em sobremesas para entregas em domicílio. E, quanto às hamburguerias, as notícias também são boas: 68% das pessoas que pedem sobremesas são millennials e geração Z, que compõem o público predominante nas redes sociais e representam a maioria dos clientes das hamburguerias.

Vender sobremesas via delivery é lucrativo, mas requer atenção dobrada. Em primeiro lugar, 60% do público espera que a experiência do delivery seja igual à do consumo no restaurante. E com a sobremesa não é diferente: 25% dos consumidores que responderam à pesquisa disseram não pedir sobremesa por receio de o produto perder o frescor e a temperatura não ser agradável.

Por um lado, se esse é um ponto crítico, existem outros pontos a serem trabalhados para que a venda seja efetuada. O pedido de sobremesa é, antes de tudo, influenciado por fatores psicológicos e emocionais, como impulso, o costume de comer doce depois de uma refeição ou uma recompensa, um prêmio. Por isso é muito importante trabalhar a comunicação do produto no cardápio, ainda mais quando estamos falando de delivery via aplicativos ou redes sociais.

Uma boa foto e uma descrição inspirada dão água na boca em qualquer pessoa, e mesmo aquelas que nunca pediriam um doce vão se sentir tentadas a experimentar. Mas, é claro, o produto entregue deve estar coerente com a descrição, tanto no tamanho quanto no sabor.

A conveniência também é um fator a ser considerado. 85% dos clientes preferem que a sobremesa já chegue pronta, o que nos leva a outro dado interessante da pesquisa: bolos e brownies, ou seja, pratos que já vêm prontos, são os favoritos dos millennials e da geração Z nos pedidos de delivery.

Com esses dados, podemos concluir que o público está disposto a pagar pela sobremesa, desde que a entrega tenha qualidade e o produto se equipare ao que é servido no restaurante. O que só valoriza o trabalho bem desempenhado pelos profissionais do setor de food service, que aprenderam e continuam a aprender e desenvolver táticas criativas e efetivas para cativar de vez seus clientes. E se todo grande desafio é uma grande oportunidade, servir sobremesas no delivery deixa a oportunidade ainda mais saborosa.

Quer conhecer as sobremesas ARYZTA? Clique aqui para saber mais.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.