Como a pandemia influenciou a aceleração digital no mercado de food service

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Por CLAUDIO GEKKER – CEO ARYZTA LATAM

Há exatamente um ano, estávamos entrando na maior crise sanitária em mais de um século. E, entre tantas incertezas e previsões pessimistas, a pandemia foi o que incentivou o setor de food service a se mexer e embarcar de vez na aceleração digital, criando novas jornadas de consumo e estimulando novos hábitos. Tanto as grandes redes quanto as pequenas hamburguerias se adaptaram ao novo normal e transformaram o sistema de delivery em seu principal ponto de contato com os clientes.

Antes da pandemia, por exemplo, nosso cliente Outback fazia 50 mil entregas por mês no delivery. No período em que os restaurantes funcionaram apenas com delivery, esse número chegou a 500 mil entregas mensais. Isso sinalizou uma boa adaptação ao sistema por parte do setor e, principalmente, por parte dos consumidores, que passaram a utilizar sem resistência aparente os aplicativos de comida e de entregas.

Nós aqui na ARYZTA também tivemos que nos reinventar. Comparando a 1ª e a 2ª onda, notamos uma grande evolução do mercado. Na 1ª onda, percebemos que ele não estava preparado para nada digital. Inclusive, havia diferenças entre os nossos clientes em relação à jornada de digitalização, e isso impactou muita gente.

De acordo com pesquisa do IFB – Instituto FoodService Brasil –, em 2020, tanto nas redes quanto nas lanchonetes tradicionais, o atendimento via delivery dobrou em importância, mesmo com o público voltando a frequentar as lojas. E hoje segue em crescimento constante. A pesquisa também aponta um melhor aproveitamento do sistema de delivery pelas grandes redes em comparação com as lanchonetes tradicionais, apesar de ambas crescerem similarmente no delivery via meios digitais.

Outro ponto relevante da pesquisa para as hamburguerias é a aderência do público jovem ao delivery, sobretudo nos horários noturnos. Esse público é hard user de redes sociais, o que já é de conhecimento tanto dos grandes players de fast food quanto das hamburguerias tradicionais. O brasileiro (e o latino de uma maneira geral) é muito mais early adopter de inovação que um europeu, clássico, tradicional.

Nessa onda, acabamos tomando a frente em várias iniciativas. Tem coisas que estamos fazendo hoje aqui que viraram benchmark lá fora. E, pessoalmente, acho que demos a volta. Não só nos aproximamos, mas também os ultrapassamos (europeus) em uma série de questões.

Um bom exemplo de case que denota a importância das redes sociais para as hamburguerias é a lanchonete Patties, também nosso cliente aqui na ARYZTA. Inspirada no estilo das hamburguerias americanas dos anos 50, a marca aposta na simplicidade dos seus sanduíches, no cardápio enxuto com apenas 5 opções de hambúrgueres, em muita nostalgia e memória afetiva. E tem dado certo. Não por acaso, mesmo durante a pandemia, a rede chegou a vender mais de 200 mil hambúrgueres em um mês no sistema de delivery.

Em 2018, a Patties abriu sua conta no Instagram e passou a dividir seu dia a dia com seus seguidores, mesmo antes de a loja estar pronta e servir o primeiro hambúrguer. A história do restaurante ganhou até uma “minissérie” no perfil do Instagram, que chegou a bater mais de 2 milhões de visualizações. O perfil, que começou de forma orgânica, hoje conta com mais de 140 mil seguidores e milhares de curtidas em cada publicação.

Esses dados só demonstram que a aceleração digital do setor de food service é uma realidade. E conhecer as ferramentas disponíveis nos meios digitais é crucial para quem quer aproveitar esses canais e proporcionar boas experiências aos clientes.

Pensando nisso, nós da ARYZTA desenvolvemos um material que visa facilitar o ingresso das hamburguerias tradicionais nos meios digitais e melhorar suas vendas.

O projeto, batizado de BurguerAção, é um conjunto de ações exclusivas para nossos clientes donos de hamburguerias. Parte da iniciativa inclui um book didático e autoexplicativo, que vai ajudar as hamburguerias a fazer seu próprio marketing digital nas redes sociais. São dicas diversas, desde como fazer fotos dos pratos até como criar e administrar páginas profissionais em redes como Instagram e Facebook.

O BurguerAção vem em um momento em que o mercado de delivery está bem consolidado e algumas hamburguerias já estão aprendendo a capitalizar o uso de mídias sociais e estabelecer relações mais emocionais com os clientes. Utilização de vídeos e embalagens especiais, entre outras ideias, tornam a experiência muito mais marcante, o que faz a diferença para o consumidor na hora de escolher uma hamburgueria.

Esperamos que o BurguerAção possa proporcionar uma expertise essencial aos nossos clientes. E neste momento, que ainda é delicado, estar inserido no processo de aceleração digital é manter também a saúde do seu negócio em dia.

Gostou do artigo? Baixe agora o book de comunicação digital do BurguerAção!

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

    Insira seus dados abaixo para receber o e-book de Comunicação Digital e mais conteúdos do Burgueração: